Nosso Objetivo

     O objetivo de criar estas Revistinhas com os personagens, foi de imensa necessidade por ver a situação do sistema de vida que o ser humano junto com o progresso acelerado vem vivendo, praticamente de forma desorientada, o que vem prejudicando nosso planeta.
     Quando Eu era criança, a 49 anos atrás ( tinha 8 anos de idade) Eu e meus amigos brincávamos em um rio, nadávamos, víamos peixes, cobras, minhocas...nas margens do rio tinha argila, pássaros diversos que brincavam nas árvores íamos em caminhadas ao redor da cidade onde a vegetação era fechada, árvores de ingá, bambus, mangueirão, o ar era puro!
     É uma longa história...e que pena hoje em pleno século XXI, os garotos(as) não tem mais o privilégio que Eu tive, meus filhos não terão esse privilégio; mas se as pessoas em geral se conscientizarem ainda poderão fazer algo para melhorar o que resta e os meninos(as) de hoje terão consciência para controlar o futuro do nosso planeta que está pedindo socorro!

     Por esse motivo, e
tendo em vista a necessidade diária de aprendizado que as crianças devem ter e não esquecendo a falta de tempo dos pais devido a correria do dia-a-dia, criamos as Revistinhas Inteligentes.

     Uma Revistinha muito instrutiva que vai ensinar pintando como lidar com determinados problemas que nos afetam no dia-a-dia.
     Problemas simples que às vezes que nem damos importância, mas que num futuro próximo estará ameaçando a humanidade.
     Limpeza e Higiene, tanto pessoais quanto com nossa casa, nossa cidade, devem ser aprendidos e valorizados desde pequenos.
     Toda criança é inteligente e aprende rápido; e todas elas costumam “gravar” na memória o que lhes é ensinado.
     Um fator muito importante é que as crianças quando aprendem alguma coisa séria e de importância, ela leva e ensina para os pais; se ao observar os pais percebe que não fazem de maneira correta, a criança simplesmente corrige e cobra deles.

     É isso mesmo!

     Os pequenos, as crianças cobram de nós adultos!

     Vamos educar os pequenos e reeducar os grandes, mas lembrando sempre que não basta apenas ensinar mas também viver aquilo que ensinamos.


O autor


2002-2015 Copyright - Todos os direitos reservados